Em três decisões recentes, a Justiça de São Paulo suspendeu a cobrança de financiamentos bancários em razão das dificuldades geradas pela pandemia do coronavírus.

O juiz Dirceu Geraldini, da 6ª Vara Cível de Jundiaí, determinou a paralisação da cobrança do financiamento de R$ 151,7 mil obtido pela motorista Jucilene da Silva Dias, que, em julho do ano passado, comprou uma van para fazer transporte escolar.

Durante alguns meses, segundo os advogados Tiago Moraes Gonçalves e Renata Bento de Vasconcelos, da Ernesto Tzirulnik Advocacia, Jucilene conseguiu quitar as parcelas utilizando-se das suas reservas. Sem as aulas, a renda familiar caiu de R$ 15 mil para R$ 2 mil —alguns pais continuaram a contribuir, mesmo sem a necessidade do serviço.

Leia a matéria na íntegra aqui.